DICA DE LUXO

Radiofrequência facial

13/09/2018

 

Assim como a pele do corpo, que retém líquidos, a derme facial também pode passar pelo mesmo processo. E isso incomoda algumas mulheres pelo fato de estarem com o rosto mais inchado em certos dias. Visando amenizar esse fator, um tratamento facial vem chamando atenção do segmento de beleza: a radiofrequência. Para os especialistas em dermatologia estética, o procedimento vem se tornando um ótimo aliado, já que remodela com eficácia a face de maneira segura, sem dor, de forma natural e sem a necessidade do paciente recorrer à procedimentos invasivos.

Através do aparelho de radiofrequência aplicado sobre a derme, o tratamento promove o aumento de produção de fibras, colágeno e elastina, resultando numa pele mais firme e rejuvenescida. “A radiofrequencia eleva a temperatura da pele para aproximadamente 42ºC, provocando um choque entre as temperaturas e fazendo com que as fibras de colágeno se contraiam, dando assim mais firmeza à pele, deixando-a mais viçosa, firme e rejuvenescida depois de algumas sessões”, explica a dermatologista da clinica Santè, Lívia Borges.

Basicamente o tratamento funciona da seguinte forma: Após a limpeza profunda da pele e a aplicação de gel, a especialista desliza o aparelho de radiofrequência em movimentos circulares. A temperatura monitorada com um termômetro por cerca de 60 minutos onde alterna entre temperatura elevada e temperatura amena, para depois retirar o gel e tonificar a área tratada.

O aparelho tem potências diferentes, que são aplicadas de acordo com cada caso. Para reduzir papadas ou remodelar o maxilar, por exemplo, são utilizadas duas frequências para estimular o colágeno e dar sustentação. “Essa elevação da temperatura rompe as membranas de gordura e possibilitam sua eliminação”, explica Lívia .

A radiofrequência facial é muito indicada para jovens de 20 a 30 anos que se preocupam com o bem-estar e beleza e querem evitar sinais precoces de envelhecimento. É uma ótima alternativa para adiar a vontade de procurar o botox precocemente por ser um grande estimulador de colágeno.

A médica ressalta ainda alguns outros benefícios como a melhora da qualidade do colágeno e da elastina, a microcirculação, a redução de gordura localizada na papada, diminuição das rugas, a hidratação e consequentemente uma melhora para a aparência da pele. Algumas regiões especialmente indicadas para a radiofrequência facial são ao redor dos olhos e da boca, testa, maças do rosto, queixo e papada por serem áreas onde a pele tende a ficar mais flácida e surgir rugas e linhas de expressão.

O tratamento é voltado para pessoas que buscam aperfeiçoamento estético e cuidados não invasivos com a pele, não tem contraindicações, apenas usuários de marca-passo e gestantes não devem se submeter ao procedimento. 

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2019 - Made with ♥ by Hero Corp.