• Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2019 - Made with ♥ by Hero Corp.

DICA DE LUXO

O poder das arandelas na decoração

09/04/2019

 

Com uma infinidade de modelos à disposição no mercado, incluindo opções assinadas por conceituados designers, as arandelas – luminárias presas à parede – são responsáveis por dar um toque especial à decoração, sem deixar de lado a sua funcionalidade. A iluminação suave e agradável agregada ao design desenvolvido em diversos tipos de materiais e formatos, como madeira e metal, garantem um resultado inovador ao projeto domiciliar, em ambientes internos ou externos.

Segundo a especialista Adriana Martins, da Homelux, loja especializada em Santa Lúcia, o ideal é apostar em arandelas que estejam em harmonia com o estilo aplicado no mobiliário e com a proporção dos espaços. “Modelos com focos de luz estratégicos têm ainda o poder de valorizar qualquer superfície. Com elas é possível destacar obras de arte ou algum outro elemento da cena, por exemplo”, completa.

A dica da especialista é a aplicação de arandelas em espaços nos quais a luz não é protagonista. “Neste caso, pode-se utiliza-las em ambientes como dormitórios, banheiros, corredores e, especialmente, em varandas, criando um clima aconchegante e propício para momentos de relaxamento e recepção de visitas”, explica Adriana.

Não há regra para a utilização de arandelas nos ambientes, porém há dicas que podem fazer a diferença na hora de utiliza-las em um projeto:

· Para ambientes que necessitam de uma iluminação mais fria e ampla, como cozinha, a arandela não é indicada.

· Em dormitórios, há a opção de apostar na luz focal – ideal para não incomodar a pessoa ao lado – e a luz difusa, neste caso, arandelas em tecido.

· Itens como a cor das paredes, do piso, mobiliário, a dimensão do local e o nível de reflexão dos elementos devem ser levados em consideração na hora da escolha da arandela.

· Caso a arandela seja aplicada em ambientes externos, com exposição a fatores como chuva, sol e poeira, é preciso estar atento ao material de fabricação e aos testes realizados pelo fabricante para comprovarem a durabilidade do objeto. Para evitar a oxidação, aposte nas peças produzidas em alumínio, plástico ou PVC. 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload