DICA DE LUXO

Como minimizar prejuízos com furtos ou acidentes?

24/04/2019

 

A tranquilidade não tem preço. Ainda mais se essa calma é refletida em alguma atividade profissional, essencial para o seu sustento ou, até mesmo, da sua família. Uma situação que chamou a atenção – principalmente para quem trabalha com atividade externa – foi o caso do videomaker e da fotógrafa, que tiveram cerca de R$ 22 mil roubados em equipamentos, durante um ensaio de casamento na Praia Secreta, em Vila Velha, na tarde do último dia 9 de abril.

Com os casos de violência que atingem o país, e em especial a Grande Vitória, profissionais autônomos de diversas áreas de atuação, ficam sujeitos a riscos como este. Mas, uma possibilidade de evitar um prejuízo ainda maior numa situação como esta é ter um seguro patrimonial ou de riscos diversos – equipamento portátil. As coberturas variam desde eventos externos, como incêndio, pane elétrica causada pela queda de raios, riscos atribuídos aos funcionários até a cobertura de pagamento de aluguel ou mesmo o reembolso para gastos judiciais com indenizações ocasionadas a terceiros, como é o caso do seguro de responsabilidade civil e também para assegurar equipamentos portáteis ou não.

De acordo com a superintendente da Ilha Azul Corretora de Seguros, Karolynne Cavêdo, apesar da importância para a sustentabilidade de um negócio, o seguro patrimonial ainda é pouco conhecido. “Existem muitos fatos que fogem do controle e podem fazer o empreendedor não ter fôlego para reagir, principalmente, para micro ou pequenas empresas, que tem ainda menor poder aquisitivo. Atualmente, é possível contratar vários tipos de produtos nesta área com especificações para diferentes tipos de negócios e seus riscos, contemplando as particularidades de cada um”, explica.

Na hora da contratação deste tipo de serviço, é importante entender a especificidade de cada tipo de negócio. “Para uma pessoa que trabalha na sua própria casa, por exemplo, é possível se proteger contra danos causados na área do escritório, em apólices residenciais. Se o computador é o instrumento de trabalho desse profissional e algo acontece, seu faturamento acaba comprometido”, exemplifica.

A especialista conclui, dizendo que este é um tipo de serviço que ninguém quer usar. “Não há arrependimento na contratação, pois é melhor contratá-lo do que ser pego de surpresa, quando algo acontece e prejudica a produtividade do trabalho. Afinal, o seguro não é um investimento, mas pode garantir a estabilidade da empresa”, conclui. 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

  • Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2019 - Made with ♥ by Hero Corp.