• Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2019 - Made with ♥ by Hero Corp.

DICA DE LUXO

Adote uma Casa

11/09/2019

 

Duas famílias residentes em bairros carentes da Grande Vitória estão tendo as suas vidas transformadas por meio da arquitetura. Elas são participantes do Projeto Adote Uma Casa, promovido pela Universidade Vila Velha através do Núcleo de Estudos e Práticas (NEP) dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Design e Engenharia Civil, e apoiado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Espírito Santo (CAU/ES). A presidente do Conselho, Liane Destefani, participou das visitas técnicas às casas contempladas no projeto e reforçou o caráter imprescindível do trabalho do arquiteto para a construção de edificações que contribuam para o bem-estar e qualidade de vida das pessoas, levando em consideração princípios como conforto ambiental, salubridade e acessibilidade.

“O trabalho da arquitetura carrega o estigma de ser um artigo de luxo, voltado somente para projetos de interiores e decoração. No entanto, é preciso deixar esses rótulos para trás e reforçar as contribuições que o arquiteto e urbanista pode dar às cidades e, principalmente, às pessoas. Por meio do apoio a este projeto, o Conselho se posiciona como um agente de transformação social e é uma satisfação ver os resultados sendo construídos junto aos acadêmicos e profissionais envolvidos”, comenta.

O arquiteto e coordenador do projeto, Alexandre Nicolau, explica que o Adote uma Casa, tem como objetivo promover assistência técnica gratuita, por meio de melhorias de habitacionais, para famílias que residem em áreas de interesse social em Vitória e Vila Velha. “Nosso processo visa envolver os alunos e contribuir para o processo de aprendizagem deles, para isso, realizamos diversas visitas para coletar as informações, fazer as medições e conhecer o perfil das famílias. Depois, na universidade, fazemos um laboratório com os alunos para desenvolver soluções para os problemas encontrados. Nesta edição, com o apoio do CAU/ES, poderemos beneficiar duas famílias”, contou.

Como o coordenador explicou, nesta edição o projeto “Adote uma Casa” beneficiará duas famílias: a da operadora de caixa Juliana Ribeiro do Nascimento dos Santos e a da auxiliar de serviços gerais Kleidiane Amaral Dias. Elas residem no bairro Redenção, e Santos Reis, em Vitória, e contam como a arquitetura tem transformado a vida de suas famílias.

“Antes de começar a reforma, minha casa era muito quente pois o teto era muito baixo. Além disso, quando chovia, molhava tudo por dentro. Antes de participar do projeto eu não tinha conhecimento sobre o trabalho dos arquitetos e, hoje, eu sei que a arquitetura pode mudar a vida de uma pessoa, pois ela está presente em toda a parte, mesmo que não percebamos; sem ela não teríamos onde trabalhar estudar ou até mesmo morar, pois, em tudo isso está o trabalho do arquiteto” comentou.

Juliana comenta que as expectativas com o resultado da obra são as melhores possíveis. Além dela, moram na casa suas três filhas de 11 e 4 anos e uma bebê de um mês. “Vai ser maravilhoso morar numa casa novinha”. A entrega da casa de Juliana está prevista para 30 dias.

Já Kleidiane conta que a reforma da casa era um sonho antigo, mas por conta de questões financeiras, não havia conseguido realizar. Em tempo de chuvas, a casa da auxiliar de serviços gerais apresentava infiltração no telhado e nas paredes e, até o chão começou a ficar úmido: problemas que serão resolvidos em, aproximadamente, 50 dias. “Com o projeto, até a nossa convivência em família tem melhorado. Meus filhos estão muito ansiosos pelo início da obra e felizes de poderem ter um quarto só deles e, para mim, a alegria deles é a minha felicidade”, disse. 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload