• Instagram Social Icon
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2019 - Made with ♥ by Hero Corp.

DICA DE LUXO

Estresse pode agravar problemas bucais

26/09/2019

 

O Brasil ostenta o título de segundo mais estressado do mundo em um ranking com dez países, feito pela International Stress Management Association (Isma - Brasil). O estudo revela que 70% da população sofre com o transtorno. Trânsito, contas, tarefas domésticas. Vários são os gatilhos que podem desencadear o estresse e provocar um desequilíbrio no organismo. As consequências para o corpo humano são inúmeras e na saúde bucal o mal pode provocar o aparecimento de patologias como periodontite, bruxismo, cáries e aftas, aquelas famosas inflamações na região da mucosa. Essa última costuma atrapalhar atividades simples do dia a dia como comer, falar ou beijar. De acordo com a dentista Catarina Riva, o estresse do dia-a-dia é um fator que potencializa o aparecimento das úlceras bucais.

“O alto nível de estresse é um dos fatores que ocasionam as escoriações, pois, com a baixa imunidade, o sistema imunológico falha e as defesas diminuem. Outra causa da estomatite aftosa recorrente está relacionada a uma higienização bucal incorreta. Por desconhecimento, descuido ou esquecimento na correria diária, essa má higienização gera ambientes propícios à proliferação de bactérias, que assim, destroem parte do tecido normal causando as feridas”, reforça a especialista.

A ingestão de alimentos ácidos e a deficiência de substâncias como vitamina B12 e ácido fólico, também são fatores que podem desencadear as aftas. A ortodontista reforça que a alimentação, de modo geral, também pode ser afetada nos períodos de estresse e aumentar a chance de problemas orais. “Existem pessoas que ingerem doces na tentativa de amenizar o estresse, o consumo exagerado pode acarretar em cáries, por exemplo. Aqueles que fumam também intensificam esse hábito e têm duas vezes mais chances de desenvolver doenças periodontais do que os não fumantes”, afirma.

A dentista ainda lembra que o estresse pode agravar alguns transtornos que um individuo já possua, como o caso do bruxismo. “No bruxismo a pessoa aperta e range os dentes durante o sono, provocando desgaste. Quando ela está estressada, a tensão tende a aumentar, então ela pode passar a fazer isso com mais frequência e isso pode gerar problemas mais graves na articulação da mandíbula, por conta dessa pressão”, explica Catarina.

Catarina também recomenda que as pessoas busquem atividades para afastar o estresse. “Atividades físicas regulares e boas noites de sono podem ajudar. Além disso, tratar a causa do estresse é fundamental. Para isso podem ser demandados profissionais de outras áreas da saúde”, disse. 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload